terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Sobriedade

 

 

E você começa a não se assustar com o silêncio, tudo fica mais claro, aquele desespero de não se ter mais companhias para as noites derramadas em remédios para dormir cede lugar a uma solidão clara e almejada. Ninguém sabe ao certo quando se começa a enxergar tudo de forma passageira mas a dor dá início a tudo, a dor alarga as fronteiras, as lágrimas limpam os olhos cansados e o sofrimento liberta. Talvez beber demais, fumar demais, fugir demais nortei as preliminares de uma decisão ainda por tomar, mas no decorrer tudo se mostra como bobagem, porque de alguma forma a sobriedade está na alma e a alma nunca dorme. Ainda está tudo por resolver mas não se quer voltar atrás, há coisas que se resolvem por si só e por elas nada podemos fazer, é o valor da espera, a confiança no tempo e em sua completa capacidade de apagar e reativar tudo ao seu modo, o que é pra ser será e o que deixou de ser foi uma fração de segundo de uma vida que ainda espera ser vivida. É um cuidado consciente com o sentido que damos a algo que tem prazo de validade, é discernir que há propósitos e planos que findam em sonhos irrealizáveis. Mas no fundo entre lamas e esterco agente se nega a crer que a vida é dor, a vida pode ser leve, diz nossa alma, para se ter paz antes precisa ter guerra, pra se ter amor antes precisa entrega, pra se ter sol antes precisa ter escuridão, e é nessa escuridão que temos a certeza que o sol um dia virá.

 

 

Os velhos olhos vermelhos voltaram
Dessa vez
Com o mundo nas costas
E a cidade nos pés
Pra que sofrer se nada é pra sempre?
Pra que correr, se nunca me vejo de frente?

Olhos Vermelhos (Capital Inicial)

7 comentários:

  1. Que saudadeeee... Dei um pulo quando vi que você tinha postado, fiquei mega feliz! =D
    Ando postando pouco ultimamente, mas logo voltarei com força total.
    P.S: amei o texto e apesar de uma triste realidade, é uma verdade menos dolorida falada e contada assim... "pra se ter sol antes precisa ter escuridão, e é nessa escuridão que temos a certeza que o sol um dia virá."... Beijos

    ResponderExcluir
  2. que coisa mais linda esse texto..me emociounou..que seja doce..bj

    ResponderExcluir
  3. Amor e dor vivem no mesmo mundo. Viver é tudo.

    ResponderExcluir
  4. Que texto lindo!
    Te seguindo flor..desculpa a demora estava um pouco ausente...bjus

    ResponderExcluir
  5. Ano novo, fôlego novo!!!

    volta, My!!

    Saudades!

    ResponderExcluir
  6. Oi,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

    Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vinda,sinta-se em casa!

    Ah,tem 2 sorteios rolando por lá,participa! :)

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Em primeiro lugar, parabéns pelo blog. Rico e muito bem escrito.

    Em segundo, acabei achando seu espaço através da Samara Bassi, do blog "Vou te Contar", mas por um motivo triste: um texto de minha autoria que encontrei plagiado por ela, como você pode conferir comparando a postagem "Bem da Vida" (http://shimariah.blogspot.com/2011/03/bem-da-vida.html) com meu texto "Caminho", em http://sabe-de-uma-coisa.blogspot.com/2008/06/bailarina.html. Vim te contar a verdade por ter percebido, nos comentários, que você foi uma das pessoas enganadas por ela. E para que fique atenta para essas infelicidades que acontecem e que, infelizmente, não poupam ninguém.

    Meu abraço.

    ResponderExcluir

Minha atenção e meus olhos são todos seus, Manda a ver!
Bjs*